Telefones: (21) 2450-3079 | Whatsapp: (21) 99459-7369
Home / Blog / 9 passos para vvocê sair das dívidas

9 passos para você sair das dívidas.

Publicado por CR Controle Remoto - ultima atualização em 2019.

9 passos para você sair das dívidas

Todo ano é a mesma coisa. Apesar dos seus esforços você não consegue acertar as contas. Isso acaba com a alegria de qualquer um, estar endividado de alguma maneira. Ter dívidas não é bom para ninguém, seja de valor baixo ou de valores até mesmo difíceis de pagar.

Pensando nisso, pesquisei na internet e, também consultei alguns amigos que não passam pelo mesmo problema que eu, apesar de terem renda mensal igual ou até menor do que a minha, para saber o que fazer daqui por diante e resolver definitivamente o meu problema financeiro.

Separei 9 passos essenciais, para compartilhar com vocês, de como consegui, com muita determinação, a solução para minha vida financeira. Que as informações aqui relacionadas te ajudem assim como me ajudaram.

1 – Devemos praticar o hábito de anotar tudo o que gastamos.

Para controlar de forma prática suas contas você de anotar todos os seus gastos, indiscriminadamente, afinal aquela gorjeta de R$2,00 que você dá todos os dias ao guardador do seu carro, no final do mês pode chegar a uma despesa de, no mínimo R$50,00. Fazendo isso você saberá exatamente para onde o seu dinheiro está indo.

2 – Organize seu orçamento mensal.

É fundamental para que você saia do vermelho que se livrar das dívidas e isso só será possível com um planejamento orçamentário. Em outras palavras: você precisa organizar seu orçamento.

Faça uma planilha simples de receitas e gastos. De um lado quanto você ganha mensalmente e do outro lado suas despesas fixas: aluguel, condomínio, luz, água, compras de mês, serviços de internet, etc. Liste tudo. Hoje temos à disposição aplicativos de telefone, planilha do computador ou mesmo um caderno. O importante é que você anote todo o dinheiro que você recebe no mês e todos os gastos.

Sua receita pode ser de salário, bônus, aposentadoria, dinheiro de bicos, etc. E os gastos precisam ser detalhados, para você conseguir cortar o que é supérfluo.

3 – Ponha sua família a par da situação financeira.

É de vital importância que toda a família esteja envolvida na organização do orçamento e colaborem no processo de zerar com as dívidas. Cada um pode ajudar sugerindo ideias que diminuam as contas ou até mesmo em como conseguir mais dinheiro, com um trabalho extra ou venda de aparelhos e bens que vocês não usem mais.

4 – Gastos desnecessários: é imperativo acabar com eles.

Enquanto você tem dívidas à pagar, fica difícil a realização de sonhos maiores. Por um período de tempo, que pode ser curto ou longo, dependendo do montante da dívida, será necessário apertar o cinto e cortar muitos alguns gastos. Exemplos práticos: apagar a luz do ambiente quando sair; chuveiro na posição verão no período de calor ou até mesmo desligado; juntar roupas para usar a máquina de lavar em menos dias da semana economizando água e luz, e etc. Seu estilo de vida e as necessidades de sua família irão indicar quais gastos podem ser cortados. E não se esqueça de que para sair das dívidas, você terá que fazer um esforço.

5 – Buscar uma fonte de renda extra.

Só cortar gastos não basta, em alguns casos ainda faltará dinheiro para se livrar das dívidas. Se essa for a sua situação, o caminho pode ser uma renda extra. Um segundo emprego, uma ocupação nas horas livres, bicos nos finais de semana e até mesmo com vendas de produtos porta a porta.

Você pode se desfazer de coisas que não usa mais ou criar produtos: bolos, doces, artesanatos, para vender a amigos, vizinhos e até pela internet. Use a criatividade e descubra alguma atividade que você domina e comece a empreender.

6 – Negocie suas dividas com os credores.

Já com seu orçamento em ordem e as economias com o corte de gastos ou com alguma renda extra, procure seus credores. Com dinheiro na mão é mais fácil negociar e conseguir desconto.

7 – Dê prioridade à quitação de dividas com juros maiores.

Você tem mais de uma dívida? A dica é: dar prioridade para as que têm os maiores juros evitando que vire uma bola de neve e fique cada vez mais alta a conta.

8 – Acostume-se a pesquisar antes de comprar qualquer produto.

Essa dica que serve para todos os consumidores, mas para quem está endividado é fundamental, pesquise antes de comprar qualquer produto é a garantia de que você vai encontrar o melhor preço e economizar.

Se estiver cogitando pedir um empréstimo ao banco para quitar uma dívida, pesquise as taxas para saber se compensa da mesma forma como se estive adquirindo um produto.

9 – Avalie sua vida financeira.

Você deve refletir sobre o que aconteceu ao longo do ano para que você chegasse a essa situação de inadimplência. É muito importante para que, no futuro, se algo parecido acontecer você tenha experiência para sair do problema o quanto antes.

Concluindo

Sei que cada caso é diferente e que cada um fará o possível para ter o nome limpo e voltar a ter acesso ao crédito financeiro, mas em todos os casos será necessária muita disciplina e determinação. Lembre-se que, se livrando das dívidas, você já pode voltar a pensar em realizar os seus sonhos.

Boa sorte!

Publicidade

Curta nossa página

Inscreva-se no Canal

Publicidade

CR Controle Remoto - Todos os direitos reservados a PAULO CESAR CASTRO DO AMARAL CNPJ 28.960.709/0001-58